22 de dezembro de 2009

As melhores cenas de luta e... a pior

Por Gilmarzinho

Reuni algumas das cenas de lutas que mais gosto em filmes. Faltou uma cena do Clube da Luta (Fight Club, EUA 1999), porque não encontrei para colocar aqui. Mas estas outras representam bem.
E para fechar, a pior cena de luta que eu já vi na minha vida.

Matrix
(Matrix, Eua 1999)
Clássico moderno de ficção-científica, Matrix nos apresenta esta cena em que o "pequeno gafanhoto" Neo está aprendendo a usar seus "recém adquiridos" conhecimentos em kung fu. Consenso geral  que Morpheus ganharia, se a puleira fosse a valer.
(Click the image to reach to the video)


Ong-Bak
(Ong-Bak, Tailândia 2003)
Tony Jaa. Se você ainda não ouviu este nome, nem assista ao vídeo, corra para a locadora e alugue Ong-Bak.
Esta espetacular cena com dez minutos de porrada é só uma das cenas deste filme que colocou em evidência o cinema tailandês e Tony Jaa no topo em matéria de cinema de macho.


Kung-Fusão
(Gong Fu, China 2004)
Espetacular comédia chinesa do diretor Chow Sing-Chi (conhecido como Stephen Chow) que deixou Hollywood de quatro por sua criatividade, tendo sido comparado a Buster Keaton.
No filme, depois do anti-herói Sing (interpretado pelo próprio Chow) aplicar muita picaretaem, acaba arrumando uma confusão que culmina com uma briga entre a vila e a Guangue do Machado.
Nesta briga ele não participa, porque a esta altura já tinha fugido! hehehe


Old Boy
(Oldboy, Coréia do Sul 2003)
Neste perturbador filme do diretor Park Chan-wook, o protagonista Dae-su Oh (Choi Min-sik) nos demonstra as vantagens de se lutar em um corredor.
No caso deste filme, a luta chega a ser um refresco em meio a tanta desgraça.



Police Story 2 - Codinome: Radical
(Ging chaat goo si juk jaap, Hong Kong 1988)
Kong-sang Chan, mais conhecido como Jackie Chan, já se consagrou neste estilo de filmes de ação em que a porradaria prevalece. E seu forte é o kung fu malabarístico (fruto de seu treinamento durante a infância na Escola de Ópera de Pequim).
Esta cena é idolatrada por seus fâs e é de um dos meus filmes preferidos dentre os mais de cem da carreira do rapaz.


E depois destes verdadeiros shows de técnica e força... um show de babaquice. É a pior cena de luta que eu já vi!
Diretamente da série Jornada nas Estrelas (Star Trek), Capitão Kirk (Willian Shatner) contra um monstro no melhor estilo Power Rangers.
Destaque para a pedrada na barriga do monstro.
Té.

17 de dezembro de 2009

A arte impossível de Liwei

Por Gilmarzinho

Liwei é um artista chinês que apresenta em seus trabalhos um desafio as leis da física.
Ele garante que não faz uso de Photoshop em suas fotos, somente cabos de aço, espelhos, andaimes e espetaculares acrobacias.


Visite o site do chinês e confira outros trabalhos geniais:
liweiart.com

14 de dezembro de 2009

GurizadaCast 07. Música: Rock Clássico


Desta vez Gilmarzinho e Pizzini resolveram ouvir Rock Clássico.
Para esta empreitada convidaram Tchuck, do ThunderComics, parceiro e amigo.
Ouça conosco esta viajem pela época áurea do rock!

Participe! Não esqueça de enviar seus e-mails para o programa.

Set list desta edição:
Black Sabbath - War Pigs
Janis Joplin - Ball And Chain
Deep Purple - Highway Star
Focus - Sylvia
Jethro Tull - Heavy Horses
Led Zeppelin - The Rover
UFO - Doctor Doctor
Who - Baba O'Riley

OBS: o programa tem um erro de edição e está sem o final. Será corrigido até o fim da semana.
Player:


Ou, clique para ouvir no seu computador:


(para fazer download e ouvir no seu MP3 Player, clique com o botão direito no botão acima e escolha a opção "Salvar Destino Como")

Capa: Gilmarzinho.

9 de dezembro de 2009

Morre Alborghetti

Por Gilmarzinho


Morreu hoje Luiz Carlos Alborghetti, o Dalborgha, como era (e gostava de ser) chamado.
Alborghetti tinha câncer de pulmão e hoje a tarde veio a falecer em sua casa, em Curitiba, Paranã (como dizia).

Alborghetti foi apresentador de TV e fez sucesso com programas como o Cadeia Nacional, na rede CNT. Também foi o responsável por levar Ratinho (Carlos Massa) para a TV, na época seu repórter, e que continuou com programas no estilo.
Devido ao sucesso televisivo, foi eleito duas vezes consecutivas vereador de Londrina e deputado entre 1995 e 2002.

Atualmente, sem emissora, apresentava seu programa pela Internet.

Vai deixar saudades.
Insubstituível.




Té.

7 de dezembro de 2009

Tetris Humano

Por Gilmarzinho

Adoro a arte baseada em video-games. E neste tipo de inspiração para a arte o artista plástico franco-suíço Guillaume Reymond se puxa. Em seu ateliê, o NOTsoNOISY, ele vem criando peças sobre o nome de "Game Over Project", inspirado e brincando com clássicos do Atari.

Ele já reproduziu cenas de "Pong", "Space Invaders", "Pole Position" e, seu maior sucesso (com mais de 10,1 milhões de visualizaçõs): Tetris.
A ideia do rapaz foi trocar os enormes pixels do game por pessoas, e filmar reproduzindo as cenas do jogo.
Confira o famoso vídeo de "Tetris":



Para ver as outras reproduções, visite o site oficial do projeto:
Game Over Project

Té.

2 de dezembro de 2009

Pérolas dos Leilões Online

Por Gilmarzinho

Bah gurizada, depois de me deparar com um anúncio dizendo: "vendo chimpanzé que vai virar gente" (e consequentemente ter um ataque de riso que durou um dia inteiro), resolvi colecionar anúncios esquisitos encontrados na Internet.
Não demorou mais de duas horas para encontrar dezenas. Mas estes aqui foram os mais criativos.


               
Líquido para cair pinto (esse foi vendido!)    Nave Invisível da Mulher Maravilha


Ossos de Jesus Cristo


E uma sensacional: sabe quando você pesquisa alguma coisa no Google e ele aproveita para tentar te vender alguma coisa... pois é. O cara estava pesquisando sobre acidentes. Olha só o que o Google tentou vender pra ele:



E lá fora a mania são os leilões. Já leiloaram de tudo:


Um país

Em outubro de 2008 um rapaz do Reino Unido colocou à venda no site eBay a Islândia!
Era uma brincadeira devido à situação que o país se encontrava por causa da crise financeira, mas os lances (que começaram por menos de R$ 4,00) chegaram a 12,6 milhões de euros (aproximadamente R$ 39 milhões).
Dizia o anúncio: "uma oportunidade única para adquirir um país da Europa do norte. Situada em pleno Atlântico Norte, a Islândia oferecerá ao felizardo comprador um ambiente habitável, cavalos islandeses e uma situação financeira relativamente desordenada".
Para finalizar, ainda avisa aos afoitos compradores: "Groenlândia e Björk não estão incluídos neste lote". Ahhhhhhhh. huahuahuahahuhauhua.

Para ler a notícia da época, clique no mapa.

Alma

Também no eBay, em 2001, o americano Adam Burtle, de Washington, colocou à venda sua alma! O lance inicial era de US$ 0,05 e foi arrematada por US$ 400 por uma mulher de Iowa.
Mas o rapaz não pode concretizar a venda e receber o dinheiro. O leilão foi suspenso e o eBay alegou que "apenas objetos tangíveis poderiam ser colocados à venda".


Uma vida

Esta foi inacreditável. Mas também genial.
O britânico Ian Usher, depois de uma desilusão amorosa, colocou sua vida pra negócio. E vendeu!
Por US$ 399 mil, o comprador levou tudo de sua vida: todos os seus objetos e pertences, seu emprego em uma loja de tapetes, alguns amigos... enfim, tudo.
Usher só ficou com a roupa do corpo, o passaporte e a carteira (para guardar o dinheiro que ganhou, claro).
Gênio.

Té.

1 de dezembro de 2009

Nico Vega - Nico Vega

Por Gilmarzinho

Quem acompanha o cenário rock certamente já ouviu falar de Nico Vega, que antes deste álbum, havia lançado o excelente EP "No Child Left Behind", que já possuía três músicas que agora estão neste disco.
A banda (formada em 1995, em Los Angeles, EUA) som é um rock raivoso, recomendado para quem gosta de Pearl Jam, para cima. Parece ter influência de heavy metal (para ver um bom exemplo, ouça "Million Years", que perto do final parece um ensaio de black metal).

A vocalista, Aja Volkman, tem uma voz que me lembrou muito a Björk nos tempos do Sugarcubes e até Alanis Morissette, mas com uma violência incrível (a crítica internacional a compara a Janis Joplin, mas não conheço o suficiente pra confirmar).
Muito dessa "violência" se deve aos riffs pesados e cortantes de Rich Koehler. Cada riff melhor que o outro, com melodias que grudam na cabeça.

O disco abre com a rápida e pesada "Burn Burn", que é também a primeira música de trabalho. Acredito que a segunda será "Gravity", que é bem pegada e tem um refrão empolgado.
"So So Fresh" tem uma pegada e um peso que me lembrou o Grand Magus no "Iron Will".
E em meio a esta pancadaria vem a empolgante "Wooden Dolls", uma balada romântica em que a composição realmente evolui (ao contrário de muuuuuitas músicas por aí que se dizem baladas, mas na verdade são só músicas lentas) e "Iron Man", com uma melodia simples e calma no violão.

Enfim, todas as músicas são muito boas. É um disco completo, para ter em casa.

É uma banda nova, com pouco mais de dez anos de carreira, mas com certeza mostra que tudo isso que vemos na TV e que insistem em repetir, está errado. Existem excelentes bandas de rock. Rock mesmo.



Recomendo!
Té.


Ouvir trechos do CD